header hasa

Querido amigo
Ame
Estou escrevendo esta carta da LHASA no TIBET, onde cheguei ontem à noite depois de uma viagem de 3 semanas ao Lago Mansarovara e ao Monte Kailash, no extremo leste do Tibete. Esta jornada começou em meu coração e mente há mais de 25 anos, quando eu costumava ouvir OSHO falando sobre esses lugares e seu papel místico nos corações de milhões de candidatos.
Com o passar dos anos, nunca desisti do desejo de viajar para lá. Entretanto, descobri muito mais sobre o mistério e o misticismo do Mount Kailash, que percebi que eu estava me preparando para um tipo de viagem muito diferente do que todos os que fiz em todo o mundo antes. Isso me atingiu mais forte quando há cerca de dois anos, comecei a organizar horários e escolhi a época do ano para poder viajar para essa parte muito remota do nosso planeta ... não era mais uma aventura de viagem, mas sim uma peregrinação, um espiritual quest, um investimento exclusivo de todos os meus recursos e uma experiência que exigiu muito mais do que possibilidades materiais ou físicas. Era como uma jornada para um Mestre, onde eu enfrentaria todas as partes conhecidas e escondidas de mim mesmo. Era como todas as meditações que eu fiz juntas em ONE, era verdadeiramente uma jornada
para morrer e renascer ..... a peregrinação final.
Embora eu pudesse sentir isso em mim, como se o espírito certo me abençoasse, eu estava tão longe de saber o quão profundo e total me tocaria. E eu não estou ponderando as enormes dificuldades físicas que tive que passar ... foi difícil, difícil, não humano ..... eu desejei tantas vezes parar, ... e só essa incrível A presença do KANG RIMPOCHE (como Mount Kailash é conhecida pelos tibetanos) sustentou minha jornada e retornou a energia para que eu perseverasse. Havia momentos tão difíceis, que eu olhava para a montanha e sussurrava: "por favor, deixe-me chegar ao fim ... então eu posso morrer!" ... os ventos eram como facas no rosto, o frio! impossível se afastar, a neve cobriu o único caminho que havia (então eles disseram, pois nunca vi nenhum caminho ...) e nessas condições minha vida inteira passaria e repassaria diante dos meus olhos / pensamentos ... ... eu me senti pequeno, insignificante, louco por me ter criado esta situação ……
desafio ou meditação tão horrível, senti-me perdido, longe de tudo e de todos, ..... eu gritei de dor e desespero ... o corpo estava totalmente fora de controle devido à alta altitude e não sabia como lidar com as necessidades biológicas mais básicas ... e todo o tempo, minha única referência, meu salvador e guia foi a Montanha Sagrada. Sua presença, ressonância e Amor eram tão imponentes e claramente senti em suas mãos.
Aconteceu então numa daquelas noites em que dormir era apenas um desejo impossivel…o meu corpo, todas as suas células e funções estavam num estado de delirio, quando sem anuncio prévio eu fiquei fora de todas as dores e sofrimentos. Havia sò uma luz brilhante e incandescente….que me circundava como uma benção. Eu estava feliz….totalmente FELIZ. E durante muitas horas, talvez mais do que a noite toda eu chorei de ALEGRIA e GRATIDAO
No começo, era GRATIDAO sem objeto ... apenas um desejo incrível de dizer GRACIE - OBRIGADO - então, lentamente, tomou formas e rostos. Gratidão para os meus 3 companheiros de viagem (ORAZIO da Itália, AYDIN da Turquia e MEGHA-san do Japão) que também estavam passando por seus infernos e céus, gratidão a Koku sensei e OSHO do meu Mestre, e assim por diante ... quando tornou-se um pouco mais concentrado em todos os meus amigos e amantes, um por um passou na frente dos meus olhos / pensamentos, e também havia VOCÊ.
Naquele momento, eu te segurei tão forte em Gratidão por todo o Amor e Amizade que você me deu essa vida, que, como eu escrevo para você agora, dias ... parece que tanto tempo passou, eu ainda não posso impedir meu lágrimas e sentimentos de amor. Então, Kang Rimpoche me mandou apressar-me e vir dizer-lhe isso e diga novamente para você, meu amigo, GRACIE - OBRIGADO que você me amou, foram as bênçãos e a comida para meu coração e minha alma. Antes do final de completar a peregrinação em torno de Mount Kailash (The KORA ou PARIKRAMA), há um caminho muito alto para atravessar - o DROLMA-LA - cerca de 5.700mts ... foi como o último desafio, ou a felicidade final. ... deipendi um pouco de "quem" você era naquela época !, coloquei nos ventos eternos uma longa linha de bandeiras de oração para boas bençãos ao nosso Scuola ODHA e seus membros, joguei algumas notas na minha flauta japonesa (Kyotaku), enquanto Megha-san jogou nos ventos algumas das cinzas de KOKU sensei e então coloquei outra longa linha de Bandeiras de Oração para todos os meus amigos e sua bem-estar e auto-realismo . Naquele momento eu olhei para a Montanha Sagrada e vi ela ..... sorrindo !. Minha meditação foi completa. Demora muitas longas horas, e é tão difícil descer da DROMA-LA como foi subir ao topo ..... enquanto eu estava descendo eu tive tanto tempo para olhar para tudo o que estava acontecendo isso dias passados. Foi um ensinamento profundo sobre SOFRIMENTO (todos auto-criados) e AUTO-IMPORTÂNCIA (toda a ilusão) e dentro senti uma leveza que eu conheci apenas da lista de OSHO falando sobre isso. Nas minhas palavras, o melhor que eu acho para expressá-lo é como se houvesse um "I-PLUS" que agora se sente resolvido e é deixado simplesmente: "Eu".
Desejo tanto regressar para retomar essa simplicidade da minha criatividade e da vida como de costume, porque eu estou vindo das montanhas com um tremendo desejo de jogar mais, amar-te“mais livremente", apreciar você e não perder os momentos em que você necessita da minha presença Eu sinto você e escuto suas necessidades e maneiras. Meu corpo dificilmente pode ficar em pé ... mas eu me sinto tão fresco e leve dentro! Eu também preciso pedir sua compreensão de que esta carta não terá acompanhamento e que precisarei de algum tempo para digerir a incrível “roller-coast" que vivi nas últimas semanas. Eu teria dificuldade em falar ou responder às necessidades de seus comentários e perguntas. O tempo que você deu a você e a mim, ao ler isto, é o reconhecimento de como nossa vida é tão especial e você é tão importante para mim.
Que isto o encontre em paz, amor e dança.

OM MANI PADME HUM

Prashantam